2.04.2009

O Estranho Caso de Changeling

Photobucket

Desilusão não será a palavra mais correcta, nem se quer se apropriaria no contexto, muito pelo contrário, apesar de uma certa desilusão, muito ténue, que se passou aquando de Changeling do senhor Eastwood.
Já em Letters from Iow Jima tinha acontecido qualquer coisa parecida; apesar de me emocionar (como também aconteceu no recente episódio) pareceu-me que o filme perdia força na função inversamente proporcional à passagem do tempo e apesar de serem dois filmes que muito admiro e verdadeiramente aprecio, não conseguiram fazer aquilo que um filme de 10/10 tem obrigação de fazer, ou seja, derrear por completo uma pessoa (cada qual na sua maneira) e o problema deve ser meu, uma vez que apesar de achar genial quer a interpretação da senhora Jolie , quer o trabalho de Eastwood na realização, quer uma fotografia de tirar a respiração, todos o trabalho de estúdio e os guarda-roupas, assim como um argumento que comete poucas falhas , algo aconteceu na visualização do filme que não colou as coisas umas às outras, tudo, mesmo que brilhante, parecia algo inconsequente e se calhar fragmentário.
Eu atribuiria, não ao classicismo de mestre que trespassa a cada segundo, mas sim a um certo moralismo, em que os bons são muito bonzinhos e os maus péssimos e que a justiça sempre há de prevalecer e tudo ficará bem.
Repetindo-me mais uma vez para que não haja mal entendidos, Eastwood está perfeito, todas as componentes do melodrama, do filme de terror e até do filme de tribunal, tudo funciona com uma cadência que parece de filme de acção, é também devido a Eastwood que, o filme ganha esta vertente comercial de drama de época que em tudo fortalece a película e é também devido a Eastwood que, nenhuma personagem é reduzida a estereótipos, ou maniqueísmos de qualquer espécie, ele é mesmo capaz de humanizar uma assassino em série e fazer com que se torne comovente o seu fim.
Dito isto, continuo-o a não perceber, porque razão no mundo este filme não é adorado pela minha pessoa, como seria de esperar, mas a verdade é que não o é, simplesmente admiro-o, mas não consigo amar este extraordinário espécime.

9/10- admirado mas não amado

4 comentários:

Luís disse...

aconteceu-me exactamente o mesmo

Filipe Machado disse...

Excelente comentário, é pena ainda não ter visto o filme para transmitir a minha opinião...

Fifeco disse...

Para mim, este é o segundo melhor do ano até agora logo a seguir ao Curious Case. De resto, a minha incompreensão perante a sua ausência nos Oscars é irrevogável. Excepto o caso referido tiraria qualquer outro candidato para o substituir pelo Changeling na categoria de "Melhor Filme".

Abraço

Ricardo disse...

quanto aos oscars não vi todos os nomeados, por isso não me pronuncio para já, quanto a Changeling e The curious case of banjamin Butten a minha a opinião já foi bem expressa ao longo dos últimos tempos, adoro o segundo e simpatizo com o primeiro, agora o melhor do ano é para já Revolutionary road.