7.04.2008

Admiração ou Crítica?

A Clockwork Orange (Laranja Mecânica) 1971 de Stanley Kubrick


Funny Games U.S. (Brincadeiras Perigosas) 2007 Michael Haneke

Não me digam que não existe aqui uma referência, mesmo que inconsciente da parte do senhor Haneke (quer no recente, que verei dentro em breve, quer nos de há dez anos a esta parte).

A minha pergunta é de facto, se este filme tem\teve como propósito criticar uma certa violência no cinema americano (explotation movie, slasher, Zumbi, Gore, Porn, entre outros), será que o Grandíssimo Kubrick é também integrado nesta crítica ou é uma recordação nostálgica de uma cinema violento, mas de qualidade (como o próprio Funny Games)?

Quando vir o filme pronunciar-me-hei

3 comentários:

Tiago Gomes disse...

Sem dúvida que é o filme do Kubrick é uma referência. E Funny Games é realmente uma crítica á violência no cinema, mas creio o filme de Kubrick não é inserido nessa crítica é apenas uma referência em jeito de homenganem (sincera).

Cumprimentos

Cataclismo Cerebral disse...

Creio que a referência ao filme de Kubrick surge como uma sentida homenagem. A tua pergunta é curiosa, uma vez que o Funny Games de 1997 aparece como uma crítica de Haneke à violência gratuita que se move no interior do cinema norte-americano e à consequente insensibilização dos públicos (diz-se que o alvo específico de Haneke era Tarantino e o seu Pulp Fiction).

Abraço

Ricardo disse...

só vou ver o filme amanhã, mas logo voltarei a levantar a questão e dessa vez posso 'dizer de meu pensar'